Já estamos no mês de março de 2018 e estamos com 12,8% da meta para projetos de toda nossa rede atingida. Muitos dentro do movimento empresa júnior procuram sempre atrelar propósito aos seus resultados, mas vocês já pararam para pensar o poder que há nessa frase se a invertemos?

Como atrelar RESULTADOS ao seu PROPÓSITO?

Sabemos que batalhamos por um mesmo propósito: Tornar o Brasil um país mais empreendedor. E como fazemos isso? Realizando projetos de excelente qualidade através de membros qualificados. Para mensurar se estamos atingindo nosso propósito, estabelecemos metas que são atingidas através de resultados.

Recentemente uma empresa júnior localizada em Florianópolis, Santa Catarina, fez o seguinte questionamento: De que adianta atingir resultados se não há um propósito por trás? Partindo dessa pergunta, a ESAG JR conseguiu alavancar o ticket médio de seu cliente em 114% e aumentou o faturamento em 124%. E tudo isso só foi possível pois focaram no propósito de seu cliente.

Visando o crescimento da empresa, os clientes do Projeto Roffler buscavam respostas em três âmbitos: Mercado, Execução e Pessoas. No âmbito mercado queriam entender qual era a situação financeira da empresa e como organizar a gestão financeira. No âmbito execução, queriam entender qual seria o próximo passo para entender melhor os clientes para oferecer melhores soluções para eles. E no âmbito pessoas, a necessidade era entender como engajar os funcionários que não se comprometem com a visão.

Ao não ter o foco na visão e no propósito da empresa, os sócios acabavam tendo dúvidas sobre qual seria o próximo passo: Qual é o posicionamento perante ao mercado? O que a empresa pode oferecer? A equipe, através de entrevistas com os colaboradores e sócios trouxe à tona o que havia sido esquecido: o real foco era trazer ao público masculino uma fuga na rotina através de entretenimento e estética.

Vocês empresários juniores se identificam com esse questionamento? Seu time sabe qual o real propósito por trás dos projetos realizados? A ESAG Jr percebeu que de nada adiantaria implementar tantas mudanças se os seus clientes e sua equipe não estivessem comprometidos e comprassem a causa.

Para isso, a equipe resolveu entrevistar os funcionários buscando entender o porquê de eles estarem trabalhando onde estavam, e com isso entenderam que o que os funcionários precisavam: voz. Eles queriam se sentir parte da estratégia do negócio. Eles queriam trabalhar com propósito.

A mudança foi rápida e gerou resultados impactantes para a empresa: uma vez ouvidos, os colaboradores foram responsáveis pela otimização de processos da empresa que geraram um dia a dia mais eficiente, deram suas percepções de melhorias estratégicas, visto que são responsáveis pelo maior contato com os clientes e, por fim, trouxeram importantes insumos para o posicionamento da empresa, trazendo e estabelecendo no mercado um diferente conceito de barbearia.

A essência desse case é a transformação do mindset de seus membros e do seu cliente. Reencontrar o foco, relacionar as atividades ao seu core business e atrelar resultados ao seu propósito!

Fefa da BJ